sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Unhas Louboutin geram polêmica

Ontem li o texto da Dra. Mariana Perroni, médica intensivista [que sigo no Face e no Twitter (aqui)], sobre o uso de esmalte debaixo das unhas. Sim, debaixo, para ficarem coloridas de vermelho como as solas dos famosos sapatos Louboutin.

 Foto http://jornaldamodabrasil.com
 Fotos: reprodução Vogue Brasil
 Aliás, são conhecidas exatamente por esse nome: unhas Louboutin.

O frasquinho custa R$110 (!!!) e a grande inovação é o aplicador, bem fininho, em formato similar ao de uma caneta hidrográfica, para facilitar fazer essa "nail art".
Até aí, tudo bem, até achei um detalhe interessante.

No entanto, ao ler o que a Dra. Mariana escreveu, fiquei de cabelo em pé:
"Já foi confirmado por N estudos que unha comprida é reservatório de bactérias como klebsiella (capaz de causar infecções urinárias e pneumonias) e fungos como a candida (que pode infectar a corrente sanguínea). Você acha que isso só acontece nas unhas à la Zé do Caixão? Sinto muito. Apenas com 3 milímetros acima da base já se aumenta loucamente a chance de abrigar essas bactérias."
E ela continua:
E, para diminuir o risco de contaminação das unhas é necessário lavar as mãos por, no mínimo, 15 segundos. Notem que foi falado DIMINUIR e não ACABAR. A maioria das pessoas não leva metade desse tempo na pia.
[o texto, que ela postou na TPM, está neste link].

Confesso que parei tudo que estava fazendo e fui para a pia lavar minhas unhas de 3 milímetros com escovinha e Chlorohex Degermante!!!



Depois deste alerta sobre unhas, e mais calma pós limpeza, lembrei de outro vilão da sujeira: o celular.

Todos os lugares que li sobre higienização de celular citam que existe um estudo(*) que mostra que os telefones celulares carregam mais bactérias do que maçanetas de portas, teclados de computador e até mesmo do que assentos sanitários.
(*) Apesar de citarem, não encontrei nenhum link para a pesquisa original.

Enfim, há consenso de que celulares são fontes de bactérias. Como limpá-los?

Várias contradições: usar álcool isopropílico; álcool etílico; detergente. Limpar diariamente; uma vez por semana basta.
Pontos de acordo: usar um pano macio que não solte fios; nunca colocar o líquido diretamente no celular, umedecer o pano e passar este no aparelho; tomar cuidado para não molhar o aparelho, seus contatos e interior.

O álcool isopropílico 70% é, sem dúvida, a melhor opção, pois evapora rapidamente. No entanto, não é tão fácil de achar.
O álcool etílico 70% é o "de Farmácias". Compre na versão líquida, só liberada para frascos de 50 ml. O álcool gel não serve.

Eu limpo o meu com o álcool etílico 70%. Sabendo que esse produto não é tão rápido para evaporar, só passo o pano úmido na frente, laterais, costas do aparelho -- nada de molhar os contatos. Se você conseguir o isopropílico, será melhor!

Então, acabamos de adicionar mais duas tarefas diárias: higienizar celular e lavar debaixo das unhas com escova e Chlorohex, não importando o quão curtas elas estejam.  :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário estará visível após moderação. Obrigada!