quinta-feira, 1 de maio de 2014

Uma troca inusitada

Quando eu trabalhava no escritório da Empresa minhas lojas favoritas para comprar roupas acabavam sendo também as que tinham uma pegada mais clássica e mais profissional, como a Cori, a Gregory e a Rubinella.

Agora, trabalhando em esquema de suporte remoto, meu estilo ficou bem mais pessoal, muito mais rocker e dramático do que me permitia antes. Com isso, as lojas preferidas também mudaram...
 
Junto com a Animale -- que adoro -- as marcas com as quais mais me identifico atualmente são todas de um mesmo grupo empresarial, controlador da Le Lis Blanc, JohnJohn e Bo.Bô (além da masculina Noir).

Transito entre elas buscando o que vai mais com meu estilo, lembrando que na JohnJohn a moda é jovem, na Bo.Bô as peças são sempre caras com um diferencial de qualidade superior e na Le Lis Blanc encontra-se de tudo, desde moda praia até vestidos para uma super festa.


A troca
Uma malha comprada na JohnJohn acabou se mostrando muito parecida com outra que eu já tinha e fui trocá-la. Após experimentar várias peças sem gostar de nada, acabei provando algumas calças jeans. E, por incrível que pareça, a única que se mostrou como opção para a troca que eu precisava fazer foi esta aqui:

JAMAIS pensei em usar uma calça assim rasgada, mas realmente gostei da danada. 

Claro que tenho que manter um contraponto à irreverência da peça, não dá para sair com ela mais camiseta.
Neste caso, o blazer de veludo deu a formalidade necessária ao conjunto, além de ser mandatório o uso com um sapato de salto.

E aí, aprovada ou estou abusando da sorte?  :)