quinta-feira, 15 de maio de 2014

Texto: Ser ou não ser...

Blogueira convidada: Marise Toschi


Dia de chuva e de frio em Londres.
Encolhida em casa, pensava no que fazer da vida.

Havia perdido seu emprego, um emprego que odiava, mas que ainda assim garantia sua moradia e seus chocolates suíços, imprescindíveis para ela tanto quanto eram cigarros para outros.
O gato passou balançando o rabo, indiferente.
O que dizer para seu pai... que teria que voltar para casa de novo... que tinha 26 anos e nenhuma competência especial e por isso não conseguia parar nos empregos...

Não. Na verdade, ela não podia mais continuar tentando. Era uma secretária medíocre e desorganizada. Detestava vigiar a agenda dos outros, atender telefone com voz comercial e vestir terninhos. Queria usar jeans e camisetas manchadas pelas tintas dos quadros que adorava pintar.

“Artistas não ganham dinheiro.”
A frase ressoou em sua cabeça como um mantra assustador.
“Gente frustrada fica doente.” – respondeu para si mesma, desafiadoramente.

Então, tomou duas decisões: nunca mais trabalhar em um escritório e ir ao British Museum, encontrar inspiração para seus novos quadros. Naquele momento, começava uma nova vida.