sexta-feira, 11 de abril de 2014

Politicamente correto

Como está difícil uma comunicação despretensiosa nesse mundo do politicamente correto. Exemplifico com dois artigos do site Petiscos que li ontem:

Pega mal: polêmica devido ao uso de um cocar por uma modelo.

Se toca!: polêmica com a campanha da Veet depilatórios.


Neste caso o problema foi a legenda que ela colocou na foto, algo como "Maravilhoso adorno de cabeça de Nativo Americano".
Por conta disso alguns se sentiram ofendidos e escreveram que ela estava se apropriando de uma cultura que ela não entendia.
Oi??? Gente, ela posou com um colar lindo, chamou-o de maravilhoso: onde está o desrespeito?
Ela não falou mal da peça, não zombou dos índios norte-americanos ou qualquer outra coisa absurda que realmente fosse ofensiva. O que ocorre hoje em dia?



A segunda notícia foi a da foto acima, ref. a um comercial de cera e produtos depilatórios.
Não vi o vídeo, que foi tirado do ar devido aos protestos, porém a descrição no site foi esta:
"Quando o namorado vai fazer um carinho na perna da gatinha na cama e sente uns pelinhos, ela imediatamente se transforma em um homem barbudo e (ha!) gordo."

A intenção da propaganda foi somente a de fazer uma piada. E a foto está mesmo engraçadíssima.
Porém, isso foi entendido como um desrespeito às mulheres, como se o comercial estivesse dizendo que não podemos ter nenhum pelinho nas pernas por causa do homem que está conosco, tirando nossa liberdade de escolher como queremos estar.

Olha, é um comercial de uma marca de depilatórios. Eles têm que falar de eliminação de pelos, é o que faz seu produto. Mas, pelo jeito, nesse segmento vamos continuar a ver lenços sendo jogados sobre pernas maravilhosamente lisas. Isso pode. Já um pouco de jocosidade, deus nos livre!

Só posso concluir que o excesso de uso do politicamente correto 
é chato e totalmente isento de bom humor.
#mejulguem ;)