quinta-feira, 13 de março de 2014

Forever 21 e Parfois

Março está agitado! 
Hoje, dia 13/03, será inaugurada a primeira loja da rede portuguesa Parfois no Brasil, no Shopping Morumbi de SP.
A Parfois é uma rede gigante que levou o conceito de fast fashion para os acessórios. A loja é especializada em bolsas, porta-moedas, sapatos, lenços, bijoux, chapéus, malas de viagem e cintos, tudo desenvolvido pelos escritórios deles em Lisboa.
A diversidade é grande: são criadas cerca de 3.500 referências de produtos por estação, além de coleções cápsulas.
Deve ser uma loja super legal de visitar, afinal, acessórios são muitas vezes a alma do look. Ter como comprá-los por preços acessíveis é uma proposta tentadora.

Clutch marrom, R$159 e óculos, R$ 69
 Foto e informações do site Vogue, leia texto completo aqui.


E dia 15/03, sábado, abrirá as portas também no Shopping Morumbi de SP, a nossa primeira loja Forever 21.
O apelo, aqui, são por roupas baratas, com custo semelhante ao que é praticado nos Estados Unidos. Claro que não poderá ser idêntico, já que o Brasil é o campeão de impostos, mas pelo que está sendo divulgado, conseguiram um milagre em conseguir preços como jeans por R$34 e vestidos por R$45.

É esperar para ver. Quem é de SP não pode deixar de conferir, afinal, são inaugurações inéditas e pode ter muita coisa boa nisso.
O que vejo de imediato é o fator concorrência. Se a F21 consegue vender uma regata por R$8,90 (vide foto), as demais lojas terão de pensar melhor antes de colocar suas regatinhas a mais de R$100, como já se vê muito por aqui.

Foto e informações do site Petiscos, leia texto completo aqui.


Particularmente não gosto muito de fast fashion, apesar dos apelos de conter moda imediata à tendência desfilada, pois me preocupo com ONDE e COMO a roupa foi feita.
Roupa boa deve fugir do poliéster e do Made in China, onde as condições das confecções são praticamente de escravização dos funcionários.
Ou, pelo menos, comprar nessas lojas somente o que vamos usar muito e não comprar muito e deixar no armário, só porque é barato. Pois esse barato pode ser caro em relação a respeito ao meio ambiente e à sociedade.

{relevem, estou meio dark hoje}