quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Livro: A Gata do Dalai Lama

Este é um livro bem diferente: a história é contada na primeira pessoa por uma gatinha que teria sido adotada pelo Dalai Lama.
O relato conta o dia a dia e as experiências da gata e das pessoas que a cercam. Entremeado ao texto há lições do budismo, ensinamentos do Dalai Lama e de outros lamas, a rotina do templo, etc.


É um livro com passagens pitorescas, o olhar da gata sobre fatos e pessoas torna a narrativa bem diferente, interessante. No entanto, não me apaixonei pelo livro, creio que porque não esperava a dose de doutrina envolvida em alguns trechos. Absolutamente nada contra o budismo, muito pelo contrário! Só não estava preparada para um livro que, afinal, quer nos passar uma ideia muito mais profunda do que sua capa e seu título fazem parecer. Esperava somente a parte "divertida", vem junto uma parte que exige atenção redobrada para ser assimilada.

Mas não desanimem. Colei abaixo uma descrição ótima do site da Editora Lúcida que acho que vai empolgar mais que minhas palavras:

Diferentes nomes, muitas experiências e uma rotina dividida entre elevação espiritual, celebridades e situações prosaicas. “A gata do Dalai Lama” é um delicioso e delicado relato de uma felina bastante especial, dona de histórias igualmente singulares e senso de humor. Salva da morte pelo líder espiritual tibetano mais conhecido do planeta, ela passa a usufruir – sem cerimônias – da intimidade de Sua Santidade, de seus ensinamentos e sabedoria. A proximidade com Dalai Lama lhe rende também inusitada notabilidade social, status que atrai curiosidade e abre portas em ambientes diversos. Assim como na vida, a pluralidade é elemento fundamental deste livro. 

E aí, animaram?