sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Mortais versus Alta Costura

Uma coisa que entendi definitivamente, após ler o livro da modelo Michelli Provensi, é o porquê nenhuma roupa de grife me veste bem.
Já tentou experimentar um Prada, ou mesmo uma peça Tory Burch?
Não vestem bem. Do alto dos meus 1,60m a cintura fica sempre muito baixa, a barra arrasta no chão, não há tecido suficiente nos seios nem nos quadris.

YSL

No livro Michelli conta quando trabalhou como modelo de provas para Yves Saint Laurent. Os vestidos eram feitos sobre seu corpo: todas as penses, ajustes, medidas, tudo sobre aquele 1,78m de altura, "sem peito e sem bunda", usando a expressão que ela cita no livro.

Ou seja: os vestidos não são feitos para corpos "normais", são feitos para mulheres altas e magras, muito magras.

Não sei por que nos ligamos tanto à essa ideia que o belo é o magro e que quanto mais esquálido melhor.
Eu mesma olho a foto acima e acho lindo, a imagem da perfeição.
É difícil você ser sensata nessa hora. E isso torna tão fácil os problemas de auto-imagem, de não aceitação das medidas, da altura, do corpo que -- a seu modo -- é perfeito.

Enfim,
Voltando ao assunto inicial, aprendi que eu NUNCA vou poder usar nem mesmo uma roupa prêt-à-porter de grife alguma, o que dizer de uma alta costura, se me fosse possível esse luxo, simplesmente porque eu não tenho nenhuma medida próxima às modelos que serviram de base viva para eles serem confeccionados.

Desfile Prada 2013

Pronto! Nada como entender como as coisas são feitas. Passou o trauma.  ;)