quarta-feira, 25 de setembro de 2013

De volta: dicas do que funcionou bem na viagem

O que funcionou bem e que recomendo:

Avião
A configuração das cadeiras na classe econômica está uma vergonha! Fomos e voltamos de Air France, 777-300, avião grande e -- teoricamente -- espaçoso. Na ida as poltronas estavam tão coladas que mal havia espaço para as pernas, e a pessoa da cadeira central é obrigada a ficar com os braços junto ao corpo o tempo todo, pois qualquer movimento fazia encostar nos passageiros laterais. Na volta havia mais espaço para as pernas, foi bem melhor.

De qualquer forma, para sobreviver praticamente imóvel a um vôo de 10 horas, recomendo fortemente o uso de tampões de ouvido e máscara para os olhos. Isso, e mais um ansiolítico leve, foi o que me salvou de chegar destruída ao destino final.


Os melhores tampões para ouvido são esses da foto, de silicone, vendidos nas Farmácias para proteção aos nadadores. São confortáveis e reduzem 15% do ruído. Parece pouco, mas faz diferença ao longo das horas!


Mochila
Sempre usei uma mochila grande e esportiva ao viajar, porém desta vez comprei uma com mais carinha de bolsa. Ela funcionou super bem, confortável e bem apresentável.


O item mais importante a se considerar na mochila de viagem é a questão da segurança dos documentos e dinheiro.
Esta tem na frente dois bolsos pequenos e sem proteção. Mas o zíper que abre a parte maior fica nas costas, colado à você, sem chance de alguém mexer sem seu conhecimento. Aprovada!


Curiosamente, recebi email da loja assim que cheguei, com essa mesma mochila em promoção. Não tem mais a quadriculada na cor bege, mas tem outras, inclusive lisas, todas bonitas.

Para aproveitar, visto que a promoção é real (paguei na minha o preço cheio de R$329).


Roupas
Não tem jeito: por mais que você ache que vai usar vestidos, saltos, roupa mais chique porque a viagem é para um lugar especial, o que ocorre é que o uniforme do turista é mesmo o jeans com camiseta, jaqueta de moletom e tênis

Acrescente a isso uma boa quantidade de écharpes (em Paris estava cerca de 15C e às vezes o vento era impiedoso) e é tudo que se precisa no dia a dia. Não dá para inventar muito quando você sai do hotel após o café da manhã e volta quase na hora do jantar! Tem que ser roupa confortável e que aguente bem um dia de bastante movimento. 


Bijoux
Aconteceu o mesmo que com as roupas: levei maxicolares pensando em produções noturnas, etc., e no final fiquei de "uniforme" o dia todo, sem chance de tirá-las do armário.

Portanto: viaje leve. Mesmo nas lojas mais chiques eles já sabem que você é turista e que pode não estar vestido muito adequadamente, mas tem um VISA na mochila que lhes interessa muito. E em 100% dos casos fui tratada muitíssimo bem, mesmo com o jeans, tênis e camiseta.  :)