segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Conselho de mãe

Esta semana me convenci totalmente que conselho realmente é um assunto chato e que conselho de mãe é mais chato ainda!

Imagine você que eu viajo para a Unicamp uma vez por semana, pela estrada Bandeirantes, que é maravilhosamente bem pavimentada e com limite de velocidade de 120 km/h.
Às vezes saio daqui de SP com tempo feio, frio, e chego em Campinas sempre com sol e calor.
Já faço isso há três anos.

Na última viagem minha mãe resolveu me aconselhar a "ir devagar" e "levar um agasalho". Nem cogitei levar em consideração o que ela falou, de tão fora de propósito que achei.
E subitamente entendi a inutilidade de se dar conselhos a filhos!
Percebi que conselhos de mãe são uma forma da mãe se acalmar quanto a algo que não pode atuar na vida do filho.

Não sei se vou resistir sempre, mas vou fazer o máximo para acabar com os meus conselhos "automáticos" para os meus filhos, pois eles chegam a ser ridículos quando todos são adultos.

Para ter sempre em mente.