quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Daslu Verão 2013

A Daslu desfilou ontem, 07 de agosto, sua coleção Verão 2013. O palco foi sua loja no Shopping Cidade Jardim, primorosamente decorada com flores e plantas, como uma estufa. Inspiração: a Índia.


Gosto de ver o que eles lançam pois é uma loja com perfil mais adulto - ou melhor, que tem também o perfil adulto entre sua clientela, e que dá valor a isso.

Resumo: florais, tons pastel, paisley, franjas, modelagem anos 20 estilo ladylike, pantalonas, neon e, finalmente, bordados em paetês e canutilhos feitos na Índia, à mão.

Detalhe de um dos vestidos bordados à mão

Para as jovens: desfilaram muita roupa curta, esvoaçante, estampas florais multicoloridas, grafismos, animal print, calças cigarretes, neon.
Neon destacado em roupas e acessórios

Maravilhoso este vestido vermelho bordado!!!


E agora os itens bem aplicáveis às entas: paisley étnico em preto e branco, conjuntinhos monocromáticos.





Já estava sendo divulgado que para o verão a tendência seriam looks monocromáticos, e pelo visto é isso mesmo que vai se concretizar. Pelo menos no desfile da Daslu Verão 2013 houve grande quantidade de conjuntos focados em uma só cor (com pequenas nuances nos tons).


E deu para ver que os maxi colares e braceletes, pelo jeito, continuarão firmes no verão:
Aprovo 100%  :D

Crédito das fotos: divulgação Daslu e site Chic

Clique na seta para ver um video curtinho, com os últimos 46 segundos do desfile Daslu Verão 2013. 

[O video do desfile completo, disponível no Facebook da loja, foi filmado com sobre-exposição de luz, fazendo com que a maioria das roupas desfiladas pareçam brancas, mesmo quando são coloridas e estampadas. Resultado: não vale a visita.]

Eu realmente gostei muito da coleção. E você?

5 comentários:

  1. Gostei muito dos tons pastéis nos bordados e fundos, realmente bonito e delicado. A padronagem dos bordados não é muito inovadora e na verdade não exatamente Indiana, rs (afinal, bem sabemos, Paisley é PERSA, e que eu AMO <3) mas não importa pois o jogo com os tons fez algo novo e muito bacana, realmente bonito.

    Interessante ver a Índia de volta depois do boom que foi lá por volta de 2009.
    O verão promete retomar e repaginar muitos aspectos dos últimos anos e que seguiram com força total; Vibe essa que já está a uns 5 anos.

    Acho ótimo ir estudando e evoluindo os temas e idéias. :) assim se consolida algo com mais qualidade e permite, realmente, mais variações, composições e estilizações sem perder a própria identidade (de estilo, estética e física) e tampouco a modernidade\tendência.

    Do desfile, novamente, gostei muitíssimo das camisas! Lindas Lindas Lindas!!
    Os Paisleys (que aliás, realmente estão em alta..vê-se pra todo lado! já inclusive comprei uma sem saber que estava em alta!O_o) tem boa proposta mas, frente as imagens dos twin-sets (Casaco-camisa) - e bem contrariamente às camisas -, a execução nao me agradou muito e ficou um tanto mega-poluída; porém, em compensação, os macacões e batas-caftans estão LINDISSIMAS. Um clássico de verão, super básico, fácil, e maravilhosamente sofisticado. Com o uso de acessórios grandões (QUE SEGUEM! WEBA! :D) fica um tudo, né? :D
    O acessório dá um ar mais leve e descolado, além de agregar presença e vida, dar um ar mais poderoso. E legal que oferta leveza por mais que o tecido já o seja em textura ou o tom rústico já dê uma idéia de clima ou então de "basicidade". Só que ao invés de ficar morto, fica cheio de vida e charme! Realmente é uma leveza fresca!
    Aliás, esse ar leve se mantém inclusive com as camisas!! e com os acessórios imensos e super coloridos isso se fortifica e só da um efeitao (também) mais descolado e poderoso. Me agrada muitíssimo!
    E bom, mesmo com a poluição dos twin-sets, eles também ficam beem legais se usado um bom item de cor intensa e non-neon (Senão polui demais e fica confuso..o neon faz morrer um pouco o foco da visão, apesar de ser chamativo). Pensa um colarzão de coral rústico ou turquesa?! <3

    Ótiimo ver isso se aderindo aqui!!:)) - falou a #foreveralone que usava isso e chapelão no verão e parecia a rainha snob na terra do samba haha
    mas sério, bom e bonito ver a evolução da moda e da sua qualidade e sofisticação aqui!! :D animador e inspirador!

    ResponderExcluir
  2. Adorei que, para o verão, retomem (pegadas dos 70!) essa coisa do monocromático e os ares orientais(conheço gente que vai amaaar a viibe haha #mom> que sempre curtiu muito o estilão e sempre o usou de dada forma).
    Os acessórios serão realmente um espetáculo sobre eles e creio que veremos uma variedade de cores e leveza muito interessante, e tudo sempre sobre a mesma base. Texturas mil, acabamentos, variedade de gamas, e mil e um acessórios sendo jogados das mais variadas e individuais formas. Fácil, bonito, e livre..criativo.
    O oriental sempre teve forte beleza e um estilão que hoje é super valorizado e, mesclado com grandes clássicos nossos (brazucas e ocidentais) fica realmente algo muito refrescante pela novidade e também por ter o "de sempre" que nos identificamos, seja pra qual teor fosse, o que nos dá certo conforto ao fim. Ficou mais democrático e fácil de usar e adaptar, estilizar. :)
    Sinto pena que não tenham usado os tribais também para as linhas mais adultas e pensado nas cigarretes, justamente nesse tema, também para as adultas..acho que foi um sutil deslize e perderam oportunidade.
    Aliás, honestamente acho que simpatizo mais isso para as faixas depois dos 30 do que para abaixo delas.

    Nas linhas juvenis, o neon continua chamando minha atenção mas das composições da Daslu não me atrairam muito. (e esse jogo meio "fake-rock" me desagradou..achei meio mal composto. Mesclou neon, estampa, tribal, ladylike..e de um jeitinho que não me soou muito natural ou interessante)
    Preferiria ter um desses macacões maravilhosos ou uma bela camisa pra usar com algo bem forte, seja calça, short, saia, ou acessório, ou ambos! hahaha

    Gostei da coleção, especialmente focando nos que pegam bem o conceito e permitem uso variado e pleno do objetivo e das idéias, além do paisley pastel. :)
    Nesses pontos, ai sim prometem!
    Um beijo para o linho, algodão e seda pura!
    E um ode aos armários que passam a renascer e serem enxergados com tanto mais de riqueza e valorização ao que são, e possuem!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Carol, obrigada pela aula de paisley, gostei. O que me chamou realmente a atenção foi o uso dessa estampa em preto e branco: achei muito legal pois só costumo encontrá-la nas versões 'colorida' ou 'muito colorida'. Assim em B&W até eu me animo a usá-la! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tradicionalmente, o Paisley tinha um uso muito sofisticado, dando abertura apenas para tecidos nobres, combinaçoes luxuosas (tanto de tons como de materiais, geralmente sendo seda, fios de ouro, e mesclas como marinho/vinho e dourado velho, verde escurissimo, beges...
      ocres e terracotas ficavam nos mais "coloridos".
      Sempre sóbrio e elegante - apesar do trabalho -, e nada em mesclas como azul celeste e vermelho como vê-se muito).
      Esse aspecto foi dando abertura até mesmo para os motivos adamascados pelo jogo de textura-profundidade (sendo inclusive, explorado também na decoraçao e arquitetura). Aliás, esse jogo de textura-profundidade é um aspecto de destaque do desfile e da moda atual.
      (vede bordados, contrastes, sobreposições e materiais extremos combinados)

      Realmente, um pleno no significado de sofisticação.
      (Na antiguidade era usado pela nobreza, até mesmo na europa que o aderia em detalhes dos trajes masculinos, em áreas como punhos, gravatas, coletes, forros ou até mesmo nos trajes de gala que poderiam ser 100% paisley, nos mais variados materiais)

      Achei muito interessante o uso do motivo em p&b em tecidos mais correntes (low expensives), pois realmente em ideias mais casuais estava raro encontrar nos tons ocres/terracotas ou classicos tipicos, alias, até mesmo a combinação light (e a única "vibrante") entre preto-pastéis; p&b nem se diga. (os únicos tons vibrantes no Paisley ou sao os bem escuros versus metalizado ou pastéis delicados que tem teor "fresh" e leve, geralmente de verão mesmo. Nada no aspecto celeste-laranjão-verde bandeira como vemos bastante, rs)

      As combinaçoes estavam sem muita inteligência e limpeza. Apesar de ser um motivo elaborado, ele tem teor sutil e precisa ser limpo ao mesmo tempo que preenche bastante, e precisa remeter a algo orgânico (biologica e esteticamente falando). Tem o que chamo de "interaçao" com tudo, tendo destaque pra si e pro contexto.

      (Obs. a relaçao que a Daslu fez com a India, é que o Paisley é muito usado para formar simbolos sagrados Hinduistas :)
      O nome, paisley, como ficou mais conhecido, é o nome de uma cidade escocesa, razão da associação eu não sei.
      Se chama BUTEH no persa arcaico, BOTEH no persa moderno, boteh ou palme no Frances, Carrey (semente de manga) no Paquistão e Mankolam ("Forma de Manga") na India
      Sei que dao mil e um nomes e associaçoes, sempre com botânica
      Alguns dizem ter forma de "lágrima entortada" ou "rim". Mas esse formato curvo é o mais tradicional e o 100% de origem persa mesmo)

      Bom sinal esse uso de p&b e pastéis, pois a sofisticaçao esta voltando, sendo repensada, e aplicada de forma muito interessante e leve para as proximas propostas. (e me agrada ver o paisley bordado, há muito não via bordados do tipo ou algo que recordasse os brocados :))
      Vale investir, é uma linda e elegante estampa sem dúvida, e um must classico do significado de elegância :)
      Espero que voce sinta realmente ganas e aproveite de forma satisfatoria!

      Excluir
    2. Ver se agora surgem "outros paisleys" alem da tradicional folha de cipreste.
      O tema do paisley é essencialmente a botânica, tendo sempre formaçoes florais belas, folhas e alguns insetos..(vez ou outra acontece alguma outra associação com a natureza, por isso os Hinduistas usam muito). Esses símbolos botânicos são todos representantes da "vida" e "eternidade" (bonito, né?! A estilizaçao é intencional, a convergência dela gera essa espiral representando esses significados). Porém, apesar disso, é tudo de forma mais insinuada que descarada, ao típico do padrão.

      É sem em dúvida uma arte milenar bem maravilhosa; é muito rica e serena, e apesar de tanto poder (pelo luxo e sofisticação do desenho) é muito delicada também.
      Cheia de significado e plena de excelência. Por isso tao usada e respeitada até hoje, é bem serena e realmente delicada, quando autêntica e bem aplicada. :) - na moda, e na decô, dando um toque de estilo e textura e ao mesmo tempo limpeza, gerando um destaque suave e interessante, implementando, mas tudo sem poluir.

      Belezas orientais. :)

      Acho que a Daslu cumpriu bem nesse aspecto e atendeu o que a padronagem pede! Respeitou e foi com muita precisão na essencia!

      Vamos torcer pra execução em si (corte e costura) estar bem como parece, e fazer jus a proposta ostensiva da coleção e dos motivos. :))


      APROVEITE SIM SIM SIM SE AS PEÇAS FOREM LINDAS!!

      Beijos!

      Excluir

Seu comentário estará visível após moderação. Obrigada!