sábado, 3 de março de 2012

Críticas mordazes

Ontem o desafio da Joanna Moura, do blog "Um ano sem Zara" terminou: foram 366 dias (pois ainda por cima foi ano bissexto) sem comprar roupas, sapatos e bolsas, e postando diariamente o look montado com as peças que ela tinha no guarda-roupa há tempos.

Já havia comentado no Day One como gostei do blog e da proposta da Jojo. Ela é divertida, escreve bem, sabe tirar partido das situações para criar textos engraçados. Fica fácil se identificar com ela.

E foi muito criativa ao longo desse tempo em que se virou sem compras.
Está certo que muitas vezes eu não entendia como transferir para a "vida real" as produções que incluíam chapelões, turbantes, vestidos usados como blusas e outras ousadias do gênero. Mas ela é moça e magra, tudo que criou lhe caiu muito bem.

No entanto, o objetivo deste post não era falar sobre ela e seu desafio, e sim colocar minha perplexidade pela agressão que rola na internet, sob o anonimato existente atrás de um computador.

Dia 02 a Joanna deu uma entrevista para o caderno G1 da globo.com contando sobre o blog (leia aqui), e os comentários que foram postados me deixaram estarrecida!
Principalmente os homens, mas algumas mulheres também, escreveram coisas pesadas e agressivas, querendo dizer que a pauta do blog era fútil, que era fruto de alienação da realidade e coisas similares.

Como eu já escrevi uma vez, ninguém está dizendo que moda é a coisa mais importante do mundo! No entanto, faz parte da nossa cultura, é um código social respeitado.
Para mim o blog da Jojo tem tanta importância como um site que pregue a reciclagem de recursos, por exemplo.

No entanto, nem todos precisam ter o mesmo ponto de vista. O que não pode é usar a internet para descarregar ódio infundado contra qualquer um que tenha opinião diferente da que a pessoa professa.

Além do mais, se não gosta de moda, por que está lendo essa reportagem? Só para reclamar?
Bem, eu detesto fofoca de artistas - então, não leio Caras. Deu para entender a mensagem?

Várias blogueiras estão postando reclamações sobre as críticas maldosas que têm recebido nos comentários de seus blogs. Concordo 100% com elas: se não tem nada útil a dizer, mude de página e não se pronuncie.

Críticas construtivas são sempre bem vindas. Críticas maldosas, que só visam destilar veneno e comentários preconceituosos ou nitidamente sem educação, nós não queremos, obrigada.