segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

F*Hits Shops

Essa tendência de marketing nos blogs existe há algum tempo, mas agora tomou proporção maior. Exemplo: criação do F*Hits Shops. É um site de compras, ou, copiando a descrição divulgada:

"Vocês já devem ter lido em alguns dos blogs do F*Hits sobre o F*Hits Shops, loja virtual que traz um conceito totalmente novo na internet: a comercialização do look do dia das blogueiras da rede. Hoje o F*Hits conta com 23 blogueiras que viajam, vão a eventos, desfiles e portanto, tem muita informação de moda. Junte a isso o poder do look do dia. Pronto: a combinação que Alice Ferraz visualizou como uma grande ideia e que agora, durante o SPFW, faz o lançamento. A loja virtual terá blogueiras como garotas-propaganda, mostrando as tendências em editoriais especiais para a loja e em looks do dia que também serão postados em seus blogs. Ou seja: todas vão escolher as marcas e peças que mais tem a ver com seu estilo e estilo de seu blog! Mas para comprar, é preciso se cadastrar: é só clicar aqui e fazer o seu. Pronta para as compras?"


A ideia me empolgou: já pensou que legal ter um lugar fácil para comprar as peças que você admirou e que gostaria de ter? Peças escolhidas a dedo, bem antenadas e cheias de estilo?

Sob essa ideia, aparentemente genial, se formou uma loja online cujos valores dos produtos são, em sua maioria, muito onerados. Usando o poder de penetração das blogueiras e de seus looks bem montados, criou-se um novo comércio de luxo.
Fiquei decepcionada, tenho que admitir! Até entendo que uma ou outra peça seja mais cara mas, quase tudo??

Pesquisando mais os produtos do site vi que as peças escolhidas estavam originalmente em outro site de e-commerce. Aí se entende o motivo dos custos altos: para remunerar a terceira etapa da cadeia de distribuição (comerciante primário -> e-commerce1 -> e-commerce2) realmente só usando os preços cheios dos produtos, sem qualquer desconto.
Ok, se o foco é na modernidade e estilo dos looks, ainda está valendo.

Somente que, voltando ao tema "Os blogs como canal de vendas", não acha claro que as blogueiras vão ter que se ater às peças disponíveis dos parceiros desse e-commerce, em detrimento de todo o universo que existe além disso?
Enquanto leitora, você não sente que está sendo um pouco manipulada? Para pensar...