quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Livro: Assuntos Inacabados

Terminei outro livro: Assuntos Inacabados, de Lee Kravitz.
Autobiográfico, o autor conta todos os passos que deu, após perder o emprego, para retomar e finalizar tudo que considerou negligenciado em sua antiga vida de workaholic.


Por inacabado ele entende situações como promessas não cumpridas, pessoas da família das quais se distanciou, desafetos e inimigos antigos pelos quais ainda sente emoções paralizantes como ódio e humilhação.

Com a lista feita, ele parte para reencontrar as pessoas em questão, visando encerramento de suas histórias. E mesmo os indivíduos que ele considerava terem sido perniciosos em sua vida, ao serem contatados mostraram outra faceta, desfazendo as mágoas que ele carregava.

Não sei se todo mundo tem TANTOS assuntos inacabados assim (os dele eram 10 itens), mas a ideia geral de não deixar mágoas e ressentimentos "cozinhando" em nossa vida, é bem legal.


O que se aprende com isso? Que a vida é imprevisível e que as relações humanas são mais importantes que tudo, e que não se deve distanciar de amigos e familiares para priorizar apenas o trabalho.
Novamente a palavra importante aqui é priorizar.
Ultimamente tudo está apontando para isso...